O desafio que se coloca hoje à Administração do Estado em Cabo Verde não é o das melhorias incrementais mas de executar reengenharia, em muitos casos, quase completa dos processos  baseada na utilização intensiva e inteligente das tecnologias.

Encontra-se em execução um conjunto de ações que visam:

  • Redesenhar as soluções e-Gov mais impactantes, com recurso ao framework igrpweb;
  • PDEX, tecnologias opensource modernas, seguras e robustas;
  • Promover o mercado de TIC através da disponibilização do framework igrpweb em regime open source e gratuito;
  • Desenvolver aplicações Mobile;
  • Construção de uma loja de API (PDEX) para o acesso aos dados do e-GOV de forma segura;
  • Simplificação e modernização da AP, com recurso a tecnologias inovadoras, emergentes e disruptivas, como Inteligência Artificial, Blockchain, Business Inteligence;
  • Colaborar na revisão do Quadro Legal que rege os negócios mais críticos, que acelerem a reengenharia de processos com vista a otimizar e simplificar os procedimentos e facilitar a interação do cidadão com a máquina púbica;
  • Melhorar a qualidade dos serviços prestados aos cidadãos e contribuintes.