48 jovens recém-licenciados iniciam estagio no NOSi Akademia

terça, 13 agosto 2019 14:49

Quarenta e oito jovens recém-licenciados seleccionados iniciaram esta manhã, terça-feira, 13 de agosto, um estágio de seis meses promovido pelo NOSi AKademia, no âmbito do concurso de estágio edição 003/2019, virado para a capacitação e integração no mercado do trabalho.

A coordenadora deste estágio disse tratar-se de um programa de capacitação enquadrado na missão do Núcleo Operacional da Sociedade de Informação (NOSi), visando a promoção de uma sociedade de informação e do conhecimento, entre jovens na mesma base de igualdade e oportunidades de acesso.

Érica Andrade explicou que o programa já vai na sua quarta edição, sendo que nas anteriores o NOSI Academia estava destinado a 24 estagiários, pelo que com o “grande sucesso do programa, enquadrado no objectivo de colmatar a problemática do desemprego em Cabo Verde e de empregar os jovens cabo-verdianos”, duplicou-se o número de estágios.

Para isto, o NOSi conta com a parceria do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), da Direcção Geral de Emprego e Formação e Estágios Profissionais e de Políticas Integradas de Educação, Formação e Emprego, PRO-EMPRESA, Sistema Nacional de Qualificações, sendo que os estagiários serão submetidos a três semanas de formações intensivas em diversas soluções tecnológicas.

A partir daí, observou, os estagiários serão integrados nos diversos departamentos do NOSi, e uma grande parte estará dedicada à iniciativa JUMPStart, lançada recentemente com a finalidade de promover projectos de investigação e desenvolvimento do sector privado no NOSi.

Andrade enalteceu o sucesso dos estágios, para afirmar que a taxa de empregabilidade de estágios tem sido de quase 100%, com o argumento de que a primeira edição terminada em Maio de 2019 resultou no emprego de quase a totalidade dos jovens saídos dos estágios, pelo NOSI, e que os restantes foram absorvidos no mercado das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC).

Em representação dos estagiários, Mauro Fortes manifestou a sua satisfação em integrar este grupo, como forma de ganhar experiências, suprimir as dificuldades do mercado de trabalho em Cabo Verde, considerando mesmo ser determinante a aventura dos jovens em determinadas acções, sobretudo num moderno e informatizado.

nosiakademia 03.19

 

© Copyright 2016, Núcleo Operacional da Sociedade de informação - E.P.E. Todos os direitos reservados. | design & concepção: NOSi.